Welink Builders Welink Builders
10 plantas de interior para ter na sua casa

10 plantas de interior para ter na sua casa

Welink Builders

Welink Builders

O mundo das plantas nunca esteve tão presente nas nossas casas. Papéis de parede, cartazes, lençóis ou papelaria: todos os objectos do quotidiano têm um toque verde. Deixe-se tentar por esta tendência, adoptando estas 10 plantas (reais) decorativas e fáceis de manter!  

 

 

Resumo:

 

  • 1. A Palmeira Kentia 
  • 2. Yucca

  • 3. A Ceropegia (cordão de corações)

  • 4. A ficus

  • 5. Hera: resistente e decorativa 

  • 6. Dipladénia: flores abundantes

  • 7. Spathiphyllum: folhagem abundante

  • 8. O Caladium : uma folhagem colorida

  • 9. A Orquídea: o clássico

  • 10. Suculentas (ou plantas suculentas)

 

 

1. A Palmeira Kentia 

 

A loucura pelas palmeiras na decoração interior não enfraquece. Continuam a ser uma grande tendência floral para 2022. Entre elas, a Kentia adapta-se particularmente bem aos nossos interiores porque não suporta o frio e requer protecção contra a luz solar directa. Daí a sua alcunha explícita: a palmeira de interior!

 

É também muito decorativa graças à sua longa folhagem verde. Bem exposta e bem conservada, pode atingir uma altura de 2 metros. Como decorar uma sala de estar ou uma entrada num abrir e fechar de olhos. 

 

Para ver a sua Kentia florescer no seu melhor, escolha um local muito brilhante e deixe o solo secar entre duas regas.

 

 

2. Yucca

 

A Yucca é uma planta de folhas grandes nativa da América Central que é muito popular pela sua aparência exótica e facilidade de tratamento. É uma das plantas de casa mais vendidas. Tal como a Kentia, aprecia climas amenos e é por isso muito bem adaptada à decoração dos interiores. 

 

Quanto à sua aparência, as folhas da yucca crescem em tufos num único tronco ou em vários troncos, dependendo da espécie escolhida. As folhas são grossas, fortes e têm uma ponta pontiaguda.

 

O crescimento da Yucca num vaso é bastante lento, mas ainda pode atingir até 3 metros. Note-se, contudo, que a floração é bastante rara dentro de casa.

 

A Yucca cresce naturalmente ao sol em zonas áridas ou em solos pobres. Em vasos, deve escolher um local luminoso e esperar que o solo esteja seco antes de regar novamente (cerca de duas vezes por mês no Inverno e todas as semanas no Verão). Uma manutenção relativamente simples se não se tiver o green thumb (capacidade invulgar de fazer crescer plantas)

 

 

3. A Ceropegia (cordão de corações)

 

Delicada e estética, a Ceropegia é uma planta menos conhecida, com um aspecto original. Apelidada de "cordão de corações" devido à sua folhagem marmoreada de prata em forma de pequenos corações, tem longos caules pendurados que podem ter até 2,5 metros de comprimento. 

 

Para decorar as suas paredes ou mobiliário, não hesite em pendurá-la num cesto ou numa prateleira. A ceropegia é uma decoração refinada em si mesma. Num escritório ou sala de estar brilhante, pode desfrutar regularmente da sua linda folhagem inclinada.

 

Outra vantagem: esta planta é fácil de cuidar! É portanto ideal se tiver apenas um pouco de tempo para se dedicar ao cuidado das suas plantas. Colocado num local muito brilhante, acostuma-se muito bem às temperaturas interiores. Basta lembrar de drenar o fundo do recipiente para evitar a humidade estagnada, depois regar com moderação (cerca de 10 em 10 dias durante a época de crescimento).

 

 

4. A ficus

 

Intemporal, a Ficus continua a ser um grande clássico e muito popular. A sua facilidade de manutenção e a sua folhagem verde muito decorativa e brilhante tornam-na tão atraente. 

 

Cresce até 3 metros quando replantada regularmente (a cada 2 a 3 anos), o seu esplendor é suficiente para embelezar uma sala sem ter de multiplicar as plantas. 

 

O seu crescimento é particularmente adaptado às temperaturas interiores, uma vez que floresce num ambiente entre 18 e 22°C (evite ir abaixo dos 15°C). Escolha um local perto de uma janela e evite tanto quanto possível as correntes de ar.

 

A Ficus tem muitas variedades diferentes com diferentes folhagens. Não hesite em pedir mais informações para escolher a que melhor se adapta aos seus gostos ou para combinar diferentes espécies para aperfeiçoar a sua decoração.

 

 

5. Hera: resistente e decorativa 

 

Vemo-la frequentemente lá fora sem lhe prestarmos atenção e esquecemo-nos dela para embelezar os nossos interiores: a hera tem tudo para agradar!

 

Ultra resistente, adapta-se a todos os tipos de divisões: brilhante ou não, mais quente ou mais fria e resiste mesmo a correntes de ar. Por conseguinte, pode ser instalado num hall de entrada, num escritório ou mesmo na casa de banho.

 

O seu hábito de pendurar naturalmente e as suas folhas verdes grandes e profundas fazem dela uma planta extremamente estética que combina bem com as decorações mais elaboradas (tipo selva urbana). Pode decorar as suas paredes de forma eficaz e sem esforço!

 

 

6. Dipladénia: flores abundantes

 

A Dipladénia é cada vez mais apreciada para decorar um jardim ou uma sala de estar. As suas principais vantagens: uma floração abundante com cores brilhantes (vermelho, rosa, branco ou amarelo) e um crescimento rápido. É portanto uma planta de interior ideal para iluminar uma decoração. 

 

Como não suporta temperaturas inferiores a 0°C, a Dipladénia gosta de crescer dentro de casa (ou pelo menos durante os meses de inverno), num ambiente muito brilhante. Basta lembrar de orientar a sua evolução com uma ou mais estacas (é uma trepadeira perene) e regá-la suficientemente no Verão. Como a maioria das plantas de interior, a Dipladénia não tolera a humidade estagnada nas raízes. Uma boa drenagem é, portanto, essencial.

 

 

7. Spathiphyllum: folhagem abundante

 

Também conhecida como o lírio da paz, a Spathiphyllum é uma planta doméstica poética com uma aparência exótica e folhagem abundante. O seu rápido crescimento e longo período de floração fazem dela uma planta muito popular para jardineiros principiantes. Habituada a climas quentes e húmidos, o lírio da paz gosta de ambientes interiores (entre 19 e 22°C).

 

Para ver aparecer regularmente novas folhas, reserve um local luminoso para o seu Spathiphyllum, longe da luz solar directa. Não hesite em pulverizar água na sua folhagem no Verão para reproduzir as suas condições naturais de evolução.

 

 

8. O Caladium : uma folhagem colorida

 

O Caladium é uma das plantas de casa mais gráficas da nossa selecção. As suas grandes folhas em forma de coração oferecem veias tingidas de rosa, branco ou vermelho, de acordo com a variedade escolhida. Um toque de originalidade do mais belo efeito que irá alegrar o seu interior com simplicidade.

 

Durante o seu período de crescimento, o Caladium precisa de uma boa rega. O solo deve ser mantido húmido na primavera e no verão para uma boa floração. Pode também limpar regularmente o pó das folhas para as deixar respirar ou embebedá-las para reproduzir o ambiente húmido de que tanto gostam. 

 

Pode instalar o Caladium em todas as divisões da casa, desde que sejam brilhantes. Uma casa de banho com uma janela é, por exemplo, uma situação ideal. 

 

 

9. A Orquídea: o clássico

 

Bem conhecida por todos, a Orquídea é uma das plantas de casa mais vendidas e oferecidas. Tem uma multiplicidade de variedades de todos os tamanhos e as suas flores coloridas com atracção tropical misturam-se com todos os estilos interiores. 

 

A orquídea é a planta mais frágil da nossa selecção. A sua manutenção não é complexa, mas requer mais atenção do que outras espécies. A principal dificuldade é fazer uma Orquídea florescer novamente de um ano para o outro. 

 

A rega consiste em mergulhar o recipiente durante cerca de quinze minutos, depois drená-lo para evitar que as raízes apodreçam. 

 

Outra dica: deixe a sua Orquídea crescer num vaso transparente fora do período de floração para deixar as raízes crescerem.

 

 

10. Suculentas (ou plantas suculentas)

 

Os suculentos são plantas gordas com uma forte capacidade de armazenar água. Evoluem naturalmente em ambientes pobres e áridos. A sua manutenção é portanto mínima: pouca rega, nenhuma poda e nenhum fertilizante, mas leve!

 

Muitas vezes pequenas e com formas gráficas, as suculentas são muito apreciadas na decoração porque se adaptam a todos os estilos de recipientes: desde as mais minimalistas e miniaturas até às composições mais mobiliadas, incluindo os terrários. Presta-se perfeitamente a todo o tipo de ambientes e dá o toque final a um design de interiores. Acrescentam, por exemplo, gravilha decorativa, musgo vegetal ou misturam várias variedades de suculentas para um resultado geométrico e estético.

 

Última dica: não hesite em levar os seus suculentos para a varanda ou jardim no Verão para desfrutar dos raios solares. As suas cores serão ainda mais vibrantes. 

É um profissional de construção?

Referencie a sua empresa no Welink Builders