Welink Builders Welink Builders
Remodelações no confinamento

Remodelações no confinamento

Welink Builders

Welink Builders

A pandemia de Covid-19 apanhou todos de surpresa, principalmente aqueles que se viram numa nova realidade familiar completamente embrenhada na vida profissional. A adaptação e reformulação de vários espaços em casa deixou de ser uma vontade para passar a ser uma necessidade, uma vez que as divisões posteriormente desenhadas para descanso e lazer passaram a ter a função de escritório ou sala de aulas. Por outro lado, as remodelações podem também ser vistas por aqueles que estão em confinamento como uma forma de libertar energia e fazer alguma coisa diferentes quando os dias começam a ser cansativamente iguais.

 

Em ambas as situações, e dependendo claro, do tipo de remodelação que estejamos a falar, pode ser pertinente tentar obter aconselhamento online com profissionais. Poderá procurar este serviço o Guia da Construção.

 

O que motiva as remodelações no confinamento 

Como já referimos acima a necessidade de mudança, movimento e de algo diferente pode ser a justificação mais simples para as inúmeras remodelações que aconteceram no último confinamento e que continuam a acontecer neste que atualmente vivemos. Ainda assim, existem inúmeros motivos que levam a população confinada a optar por fazer alterações nas suas casas. Considere as motivações abaixo:

 

  • Necessidade de maior funcionalidade dos espaços;

Esta talvez seja a razão mais plausível e sustentada para todas as alterações no confinamento. Com os filhos em aulas online e os pais em teletrabalho, a gestão familiar pode revelar-se tudo menos fácil, principalmente se estivemos a falar de uma família numerosa ou de casais em que ambos estejam em constantes reuniões que existem discurso.  Assim sendo, para muitas famílias foi inevitável a criação de novos espaços de escritório, onde cada membro pudesse ter a privacidade necessária para trabalhar ou estudar.

 

  • Encontrar avarias e falhas que anteriormente parecia impercetíveis;

Muito tempo em casa significa mais atenção a tudo o que acontece dentro dela. Isto pode ser bom, ou revelar-se um pesadelo. Considerando que podem ser encontradas inúmeras falhas ou avarias que anteriormente poderiam passar despercebidas. Já para não falar no facto de que aquilo que é mais usado e por mais pessoas acaba por ter tendência a estragar-se ou avariar mais rapidamente. Avarias ou falhas vão gerar automaticamente reposições ou tentativas de solução.

 

  • Muito tempo no mesmo espaço;

Passar muito tempo no mesmo espaço pode fazer com que comecemos a questionar todas as escolhas anteriormente feitas. Novas disposições, novos layouts, novas cores. Existe todo um leque de novas opções no que toca a mudar coisas das quais simplesmente nos fartamos. O confinamento pode ser um grande impulsionador deste sentimento.

 

  • Ocupar a mente com algo diferente;

Sem o futebol, sem as idas ao cinema e sem a boa disposição de uma mesa repleta de amigos, pode ficar difícil abstrair-se dos problemas. As remodelações têm-se revelado também um escape magnífico para libertar a mente de preocupações e fazer uma atividade que é ao mesmo tempo relaxante e útil. Claro que aqui não falamos de grandes remodelações, que exigem eliminar paredes nem nada do género. Falamos de pintar um móvel de uma cor diferente, aplicar um papel de parede ou até alterar as plantas do jardim.

Remodelar: o que pode trazer de positivo

Sabe aquela famosa frase da limonada? O mesmo se aplica aqui, se lhe deram tempo livre a mais, faça remodelações. Quem é que não tem imensos projetos domésticos que gostava de ter mais tempo para desenvolver? Todos nós, é verdade. A pandemia de Covid-19 tirou-nos muito, mas deu-nos tempo em casa. A sugestão é que veja a situação desta forma e aproveite para fazer coisas que não conseguiria numa altura normal. 

 

Se está desmotivado, a alteração ou remodelação de alguma coisa com a qual convive todos os dias em casa pode ser realmente muito positiva! Procure a motivação nas pequenas coisas e vai ver que o trabalho vai fluir melhor e até vai ter mais paciência para lidar com o estudo em casa dos seus filhotes. 

 

Por falar em filhos, por muito que os mais pequenos tenham uma capacidade inacreditável de inventar brincadeiras e diversões, pode ser bom que aproveite para criar momentos em família. Podem fazer alguns DIY (do it yourself) interativos, com tintas ou aplicações diferentes em espaços da casa, ou podem aproveitar o jardim e renovar vasos, fazer plantações ou até decorar o espaço exterior. 

O que precisa para iniciar as remodelações?

Como para tudo na vida, para começar só precisa de uma pitada de motivação, um bom planeamento, dependendo do que quer fazer, e claro…muita criatividade, paciência e boa disposição. 

 

No caso de preferir aproveitar o tempo para planear remodelações mais complexas, pode optar por definir aquilo que vai querer fazer e agendar reuniões com empresas especializadas em arquitetura ou design de interiores. Assim, estará a adiantar-se no pedido de orçamentos e poderá juntar várias opiniões sobre as suas opções. No Guia da Construção pode procurar profissionais da área, entender a forma como trabalham e usufruir desta ajuda que pode ser preciosa. Com todas as dúvidas esclarecidas, orçamentos feitos e planos prontos a executar, assim que o confinamento terminar poderá iniciar a remodelação que tanto anseia. 

 

Se o seu projeto de remodelação for mais simples, pintura de paredes, reformulações em armários, alterações no exterior, por exemplo, pode optar por juntar a família a colocar a mão na massa. Para isto, será melhor começar por definir o que quer fazer, delimitar um plano, verificar se tem tudo o que precisa em casa e caso não tenha, fazer uma encomenda online. Com todos os planos reunidos, ferramentas alinhadas e os seus ajudantes apostos, está na hora de começar a diversão.

É um profissional de construção?

Referencie a sua empresa no Welink Builders